Sua mentalidade é orientada para o crescimento?

Março 27, 2018 54 0 0

Sempre acreditei que a nossa forma de pensar determina o nosso futuro e o nosso sucesso. Tudo que a gente cria primeiramente criamos em nosso pensamento. A forma como encaramos os problema também é fruto do nosso pensamento e tem influencia nosso futuro.

A nossa forma de pensar (mindset) pode ser classificada como mindset fixo ou mindset de crescimento. Essa é uma classificação explicada no livro Mindset: A nova psicologia do sucesso, de Carol Dweck.

Mas o que é o mindset fixo e o mindset de crescimento?

O mindset fixo é aquele que acredita que a inteligência e habilidade são dons de nascença. Tal qual a cor dos olhos. Se você tem, bom pra você. Pobre de quem não tem.

O mindset de crescimento, por outro lado, é aquele que acredita que podemos desenvolver habilidades. Esforço é um caminho para o auto desenvolvimento.

Quem pensa da forma fixa, acredita que já dispõe de tudo que pode, e assim, só lhe resta afirmar o que tem. Naturalmente acaba desenvolvendo a necessidade de parecer bem. E tem dificuldade de enxergar suas limitações, pois foca no que tem de bom.

Já quem tem o viés do crescimento, enxerga muito mais fácil suas limitações, pois acredita que pode desenvolvê-las. Logo, desenvolve ao natural a tendência para a busca constante de aprendizado.

O mindset fixo evita novos desafios, afinal suas limitações lhe desencorajam de enfrentá-los, e a falha pode mostrar aos outros quem ele realmente é. Já o mindset de crescimento abraça desafios. Se não tem a habilidade necessária, sabe que pode desenvolvê-la. Se falhar, aprende onde pode melhorar.

O mindset fixo encara os problemas sem esperança. O esforço é infrutífero. O mindset do crescimento encara adversidades com facilidade. O esforço é um caminho para a excelência.

Observe o resumo no infográfico abaixo:

Agora, se você gostaria de mudar seu mindset, saiba que isso é possível! Nosso cérebro tem a capacidade de monitorar os próprios pensamentos, e escolher a melhor reação à cada estímulo recebido.

Talvez não seja fácil, mas é possível! Comece julgando menos a si e aos outros em seu diálogo interno. Busque sintonizar nas oportunidades e ações construtivas. O que posso aprender disso? Como posso melhorar? Como posso ajudar os outros a serem melhores?

Fonte: Epklein.com.br

share TWEET PIN IT SHARE share share
Gediel Mendes

Sou evangélico, esposo da Adriane, pai do Rafael e profissional da área de design e jornalismo. Sou empreendedor no Marketing Multinível e Digital. Amo minha esposa, minha familia, minha profissão e meu Deus!

Related Posts
Leave a reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *